Bandas que ouvi na adolescência #2

Era para ter saído post na sexta-feira, mas me atrasei com a coluna no PontoJão, me enrolei com o fim de semana, poderia postar só na segunda, mas estou postando hoje. Ufa! E estamos aqui para continuar a lista das bandas que ouvi na adolescência.

Antes de seguirmos, vale o aviso: o post está recheado de links para sua informação e diversão :)

Bandas que ainda escuto:

Dessa vez, essa parte da lista vai para a banda que, basicamente, foi minha porta de entrada para o rock e, consequentemente, razão pela qual esse blog existe.

Do que tenho na memória, ouvi Nirvana pela primeira vez quando, à contragosto, um amigo aceitou dividir os fones de ouvido do seu disckman comigo! Estávamos num ônibus para uma excursão da escola e, à época, as meninas sentavam na frente e os meninos no fundo – nada de imposição pra ser assim, tá gente? Era escolha nossa mesmo. Acontece que, lá na frente, as meninas estavam cantando Sandy&Junior a plenos pulmões e eu não aguentava mais. Fui para trás e achei alguém ouvindo algo diferente, no mundo particular dos fones de ouvido. Assim, fui apresentada à Nevermind e à minha banda-favorita-de-todos-os-tempos-e-para-sempre-amém.

Já falei da banda aqui antes – apesar de evitar isso -, mas, na vida, sigo sem saber qual é meu álbum favorito. A música de hoje é Lithium (Nevermind, 1991):

Parados no tempo:

Antes de ouvir Nirvana, porém, o álbum tocando no discman era um do Iron Maiden. Não lembro ao certo qual era. Se não me engano, uma compilação que, talvez, nem fosse original. Tive contato com os maiores hits da banda, o que me levou a comprar (e ouvir loucamente) Best of the Beast. De lá pra cá, já ouvi vários outros álbuns e realizei o sonho de ir a um show. Mas, as músicas que ouço ainda hoje são basicamente as mesmas, como Run To The Hills (The Number of the Beast, 1982):

O mesmo acontece quando o assunto é Eminem, que comecei a ouvir com The Eminem Show. Até hoje, o único álbum que eu tenho e ao qual recorro quando estou afim de ouvir as músicas do cara. A diferença do rapper para o Iron é que, quando estou presa na minha playlist eterna, sinto falta de outras músicas que conheci depois. Comecei a preparação dessa parte do post ouvindo Without Me (The Eminem Show, 2002) e passeie horrores pelo YT até chegar aos meus vídeos favoritos: as batalhas finais de 8 Mile.

Bandas que não escuto mais:

Tá. Se tocar Wherever You Will Go ou Adrienne em qualquer lugar agora, eu vou cantar feito louca. Mas, até decidir colocar o The Calling na lista de hoje, eu não ouvia essas músicas há aaaanos. Me dei conta, também, de que minha memória deles é tão restrita a essas duas faixas  e ao rosto bonito de Alex Band que eu nem sabia o nome do álbum, Camino Palmero, que chegou a receber certificado de platina aqui no Brasil. É… Outra que, para minha surpresa, foi resgatada pela memória nos primeiros segundos após o play foi Our Lives (Two, 2004):

E, para finalizar e contrapor a tudo isso: Bob Marley. Ouvia por horas a fio, dia após dia. Hoje, apesar de ainda saber letras e etc, tenho certa preguiça. Ao que parece, minha transição do hippie ao punk foi definitiva. Tentei fugir do lugar comum com a música selecionada, e resgatar uma das minhas favoritas à época, Iron Lion Zion (Songs of Freedom, 1992):

⋆⋆⋆

E ai? O que acharam da continuação dessa lista? Acho que, por hora, a gente para por aqui com os resgates do passado. Ou não? :o

Anúncios

29 comentários sobre “Bandas que ouvi na adolescência #2

    1. Gosto de Fleetwood sim! Faz até pouco tempo, menos de um ano, acho, que comecei a ouvir com mais frequência. Antes, ouvia músicas soltas. Hoje, curto mais :) Se não me engano, já vi no seu blog com um dos seus álbuns favoritos. Ou me confundi aqui?

      Enfim, obrigada pelo “baita gosto musical”. Acho que a gente está sempre evoluindo, apesar de ser algo bem subjetivo.

      Curtido por 1 pessoa

        1. É sim! Acho que me interessei pela Stevie Nicks antes de me interessar pelo Fleetwood. Tudo em função do Dave Grohl, que chamou ela pra participar das gravações do Sound City (tem tudo isso aqui no blog, haha). Mas, cedo ou tarde, fiquei feliz de ter dado a devida atenção à banda.

          Curtido por 1 pessoa

  1. Não curto e nunca curti Nirvana, nem Iron Maiden, tampouco Bob Marley.
    Já Eminem, eu o ouvi pela primeira vez aos dez/onze anos, quando Cleanin Out My Closet tocava horrores na MTV… Na época eu detestava a música, mas hoje em dia é uma das minhas favorita do rapper, junto com Love the Way You Lie, Sing for the Moment (foi nela que conheci Dream On, do Aerosmith), Without Me, Just Lose It (Michael Jackson perdendo o nariz, que momento haha)… Enfim…
    E The Calling eu amavaaa!! Gosto muito dos dois álbuns, mas Camino Palmero é meu favorito, pois tem uma de minhas músicas favoritas ever, Could It Be Any Harder, que já até me inspirou uma crônica homônima ano passado.

    Bem, é isso.

    Beijos!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Cara, como esqueci de Just Lose It? É o clipe mais divertido, haha.
      Te dizer que depois de ouvir algumas músicas do The Calling hoje, até fiquei com saudade dos caras. Mas, nem naquela época, cheguei ao nível de ouvir os álbuns e escolher faixas favoritas. Se não me falha a memória, ficava mesmo com as que tocavam nas rádios/MTV.

      Curtido por 1 pessoa

    1. HAHA, olha esse apelido, gente!!
      Acho que éramos eu e mais dois amigos que gostávamos muito e passávamos o intervalo na escola “interpretando” o Eminem. O que é bastante engraçado porque, na boa, até hoje eu só consigo cantar o refrão da maioria das músicas e olhe lá, haha

      Curtido por 1 pessoa

  2. Eu adorava Linkin Park, Paramore e Kings of Leon… e quando conheci (e me viciei) por Guitar Hero no Playstation,enlouqueci por outras bandas também. Coisa boa essas influências, não é? Minha prima/mãe de criação (in memorian) amava Metallica e eu herdei esse amor dela por eles também. Bob Marley nunca me tirei tempo para tentar gostar e as músicas do Eminem nunca me cativaram…
    Bom saber um pouco mais sobre você com esse tipo de post Lari!
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

    1. A gente passa por tanta coisa e tanta coisa passa pela gente, né?!
      Eu acabei não colocando Linkin Park nessa lista, provavelmente por mero esquecimento. Está entre as que eu ainda escuto e não faz assim muito tempo que estive em um show!
      Paramore foi citada por mais gente aqui, mas aaaacho que eu só fui ouvir mais velha ou prestar atenção mais velha. Até fiz um post aqui um tempo atrás… Enfim, é música demais pra gente conhecer nessa vida :)

      Curtir

  3. AI MEU DEUS ESTAVA OUVINDO O ALEX esses dias hahaha realmente ele tem um rostinho muito lindo e só conheço essas duas músicas, maaaaaaaaaaaas idai ? É tão bom, eu canto feito louca. O brayan tem o cd original do nirvana até hoje. Confesso que nunca ouvi *não me mate*

    Curtido por 1 pessoa

    1. Não matarei, haha! Mas mande um abraço pro Brayan (e caso ele não goste mais, me esconda esse fato!).
      E sobre o Alex, acho que não conheço nada da carreira solo dele. Até pensei a respeito, quando resgatei o The Calling pro post, mas ainda não tive tempo de olhar…

      Curtir

  4. Eu escutava muito Iron Maiden. Mais que o indicado. Na verdade, escutava heavy metal em geral. Aí as coisas foram mudando, fui pego pela década de 60, fiquei mais paz e amor, reparei o quão parecidas entre si são as músicas do Iron Maiden…
    Nirvana, acho que já mencionei, pra mim foi o oposto. Não gostava nem um pouco na adolescência – apesar de ser A banda de rock adolescente -, mas, hoje, não sei se é a crise de um terço de idade, se é nostalgia pela década de 1990, se é porque é bom mesmo, me pego ouvindo o tempo todo. O mesmo me aconteceu com o punk rock em geral, principalmente com aquelas bandas que parecem que nunca saíram da garagem.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu passei muuuito pouco pelo heavy metal. Nem sei se posso dizer que curto…
      Fico pensando nesses movimentos que a gente faz nos gostos musicais. Não sei como eu me relacionaria com Nirvana se só conhecesse agora. Me dá até certo “alívio” saber que alguém – no caso você mesmo, rs – passou a gostar agora.
      Quanto ao punk rock, tem coisas que eu gosto muito e muita coisa pra conhecer ainda :)

      Curtido por 1 pessoa

  5. Mas Sandy e Jr era fofura só…. HAHA eu tb ouvia Nirvana e The Calling sempre se resumiu a Where You Will Go, embora conhecesse outras tb (como a própria Our Lives). Não curtia Eminem de jeito nenhum, acredita? Todo mundo gostava e eu achava uma chatisse. iron Maiden só algumas.
    Beijos floor adoro esses posts de nostalgia

    Curtido por 1 pessoa

      1. Hehe eu ouço até hoje as vezes!! Mas realmente é ótimo a gente se abrir para as coisas novas, conhecer outros estilos e gente nova, tem muita música linda mundo a fora. Fones de ouvido tb foram meus amigos durante um bom tempo, principalmente quando eu queria fugir de gente chata rs hoje não uso tanto mais pq tomei consciência do malefício aos ouvidos!! Beijo grande flor

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s