Três e quatro: álbuns favoritos de 2018

Três de quatro é como uma resolução de ano novo para que tenhamos, a cada um dos quatro trimestres 2018, um post sobre os lançamentos musicais favoritos do blog. O post anterior, claro, é o dois de quatro. 

1° de julho a 30 de setembro. Essa é a duração do terceiro trimestre do ano e cá estamos, outubro a dentro, atrasados com a postagem deste post. Mas, é como diz o ditado, antes tarde do que nunca!

Prontos para os lançamentos favoritos? São poucos, mas são muito bons!

Thank You for Today | Death Cab for Cutie

thank you for today

Eu nem sei dizer há quanto tempo não ouvia Death Cab for Cutie. Anos atrás, escrevi sobre os caras quando fiz uma playlist pro blog (que se perdeu, porque foi feita no finado Rdio) e quando contei sobre Bandas que conheci na TV. De lá pra cá, já se vão cerca de três anos…

Devo dizer, inclusive, que provavelmente não teria ouvido Thank You for Today se não estivesse, já há algum tempo, buscando novidades que merecessem espaço no Yellow por serem adequadas aos meus gostos musicais. Felizmente, isso aconteceu!

Rainer Fog | Alice in Chains

rainier fog

Foi enquanto eu escrevia que percebi que também fiquei muito tempo sem ouvir Alice In Chains! A banda já fez parte do meu dia a dia, quando tudo o que eu ouvia era o grunge dos anos 90, influenciada pela minha predileção pelo Nirvana.

A verdade é que eu mal escutei o que os caras fizeram depois de Layne Stanley. Algo que, ainda que compreensível, deve ser um tanto quanto injusto da minha parte… Fato é que finalmente dediquei um pouco da minha atenção a Rainer Fog, terceiro álbum da banda com William DuVall nos vocais (junto com Jerry Cantrell).

Kamikaze | Eminem

kamikaze

Kamikaze é Eminem criando “tretas” mais uma vez e mostrando ao mundo, de novo, porque é o rapper favorito de muitos. Eu não sei se posso classificá-lo dessa maneira porque a verdade é que eu quase não escuto outros.

O álbum está aqui porque eu faço parte do grupo de pessoas que comprou a ideia de que o “Deus do Rap” é imbatível em sua habilidade para pronunciar mais palavras por minuto do que qualquer pessoa no mundo e pronto. No mais, fica para vocês esse comentário da Metrópoles para entenderem mais sobre a situação em trono do lançamento.

Nina Cried Power | Hozier

nina cried power

Eu não sei se há havia colocado um EP entre os lançamentos favoritos aqui do blog. A verdade é que minha tendência é focar nos LPs, mas é provável que Nina Cried Powers seja a melhor novidade dessa lista. E isso resulta em uma boa desculpa para mudar minhas próprias regras.

Infelizmente, o álbum de Hozier só tem quatro faixas, mas isso nos dá uma vantagem: se você está em dúvida de qual desses sons ouvir depois de terminar a leitura do post, já sabe qual é o mais curtinho e vai tomar menos do seu tempo — caso você acabe não gostando do que ouve, o que eu acho difícil ;)

Gostaram dos lançamentos que escolhi? Quais outros novos álbuns vocês têm ouvido?

Anúncios

3 comentários sobre “Três e quatro: álbuns favoritos de 2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s