Me empresta o fone #3

Pedir o fone emprestado, principalmente quando a pessoa quer ouvir o que você está ouvindo junto, pode ser beeem chato. Mas aqui, a história é diferente! O Me empresta o fone? é o jeito simples e fácil de dividir com vocês aquela música que eu não consigo parar de ouvir.

Eu relutei em fazer este post para falar de Jeff Buckley porque o cara já apareceu por aqui algumas vezes antes. E, além disso, a música que nos traz até aqui é a mais conhecida “dele” (entre aspas porque há tantas versões que já nem se sabe): ou seja, clichê. Mas, vamos lá.

Em algum momento desta ou da semana passada, diversos portais de música divulgaram que a filha de Chris Cornell, Toni Cornell, cantou Hallelujah com o One Republic em homenagem ao seu pai e também à Chester Bennington.

Com o coração na mão, eu fui assistir ao vídeo da apresentação e, se quiser, você também pode fazer isso clicando no link que deixei ali.

Acontece que, depois de assistir, a música não saiu da minha cabeça e eu acabei colocando a versão do Buckely para tocar. Para quem não sabe, a canção é de Leonard Cohen, mas foi na voz de Jeff que ela se tornou um sucesso e ganhou tantas e tantas interpretações.

O fato é que, há tempos, eu estava evitando ouvir Jeff Buckley porque, apesar dele ser o responsável por um de meus álbuns favoritos na vida — Grace —, sempre acho triste e, às vezes, o clima pesa. Porém, falhei miseravelmente em não colocar a música para tocar repetidas vezes e aqui estamos.

Buckley morreu precocemente, aos 31 anos, em decorrência de um afogamento num rio, enquanto cantava Whole lotta love, do Led Zeppelin (!). Antes de partir, nos deixou apenas um álbum de estúdio lançado, mas outros vieram de materiais de gravações e apresentações ao vivo.

Jeff era reconhecido por seu talento vocal e tido como uma das vozes mais promissoras de sua geração, sendo aclamando por críticos e colegas do meio musical.

Jimmy Page (do Led Zeppelin) chegou a dizer que: “Quando o Plant e eu vimos ele tocando na Austrália, ficamos assustados. Foi realmente tocante”.  O próprio Chris Cornell era fã e amigo do cara, a ponto de ter feito uma música — Wave Goodbye — em sua homenagem.

Há um material bem bacana sobre Jeff Buckley em seu canal oficial no youtube (o mesmo de onde vieram os vídeos postados aqui). Por isso, eu poderia ter feito uma escolha menos clichê para fechar o post, mas entendo que é preciso ter uma pré-disposição para acompanhar e entender a vibe do cara.

Assim sendo, apostei em Grace mesmo, na esperança de que vocês gostem!

Apesar de ter sido lançada em 1994 (alguns anos da morte do cara), eu sempre encaro a letra dessa música com certa ironia, em função do verso que diz “Oh, it’s my time coming, I’m not afraid, afraid to die” ou “oh, minha hora está chegando e eu não tenho medo, medo de morrer”.

Vocês já tinham ouvido Jeff Buckley? Me contem o que acham do som do cara!

Anúncios

4 comentários sobre “Me empresta o fone #3

  1. Sem dúvida alguma Hallelujah é uma das músicas mais lindas já escritas até hoje. Tem aquela frase que diz que “pai é quem cria”. Pois bem. Leonard Cohen deu a luz a canção e Jeff Buckley criou essa música com tanto amor, carinho, sentimento e emoção, e fez dela não somente uma simples música, mas uma obra prima. Deixo como dica também, as versões de Rufus Wainwright, Alexandra Burke, Pentatonix e do querido Jon Bon Jovi.

    Obrigado por falar de Hallelujah, uma das minhas músicas favoritas.
    Obrigado por falar de Jeff Buckley, o ÚNICO artista que nunca sai das minhas playlists graças ao magnífico Grace.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Que bacana saber o post foi tão bem recebido por você, Sal.

      Hallelujah tem váaarias versões bacanas, né. Vou devolver o favor e te indicar a do Jeff Gutt no The X Factor.

      E sobre Grace, está na minha lista de álbuns favoritos. É muita alma!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s