Álbum da semana: Another Side of Bob Dylan

Oláaaaaaa, humanos! Existe vida pós feriado de meio de semana? Espero que sim. Espero que vocês estejam por aqui para mais um álbum da semana. A escolha da vez veio da notícia de que Bob Dylan ganhou o prêmio Nobel de Literatura (!) por “ter criado novas expressões poéticas dentro da grande tradição da canção americana”.

another-side
Ouça: Spotify

Por que Another Side of Bob Dylan? Quem sabe inglês – para entender o nome do álbum -certamente sacou. Não que seja realmente possível separar artes. Aliás, é justamente dessa junção que o prêmio veio. Mas, como é a primeira vez de um compositor recebendo o Nobel de Literatura, achei que caia bem colocar aqui um outro lado de Dylan.

Another Side é o quarto álbum de estúdio de Dylan, lançado em 1964. Não foi tão bem recebido pela crítica da música folk que acreditou que o cara tivesse se perdido um pouco com a fama e as novas canções não se conectavam com o povo.

Fiquei pensando sobre o poder que o nome do álbum pode ter para causar más primeiras impressões. Será que alguém estava interessado em um outro lado de Dylan? A questão é que ele próprio não curtiu essa escolha, achou meio brega. O manuscrito original do álbum indica outras possibilidades para o título, dentre elas,“there is no other side of Bob Dylan”.

E, sinceramente, como uma ouvinte pouco exigente para Dylan, Another Side me é suficientemente bom. Anos após o lançamento, o álbum passou a ser visto como uma ponte de transição, ainda um meio termo entre o que Bob já havia apresentado, suas experimentações e aquilo que viria a seguir.

Eu não sei se, a essa altura, minha visão das coisas está falha ou comprometida por ainda estar construindo minha forma de interpretar a trajetória dos artistas. Eu valorizo experimentações e valorizo o processo que fez um artista chegar a elas. Se Another Side deve ser entendido dessa forma, deve ser entendido como algo vital para os caminhos que Dylan viria a seguir. Muito piegas?

Nos idos de 1963 – ano de lançamento do The Freewheelin’ Bob Dylan – Dylan estava escrevendo (não compondo) e algumas editoras estavam interessadas em publicá-lo. Seu agente assinou um contrato com uma editora grande, que quis assumir o risco de um artista ainda pouco conhecido nessa área. Na primeira reunião, Dylan não tinha apenas o que o editor entendeu como um apanhado de poesias inacessíveis, que não eram de fácil entendimento.

Toda essa escrita poética influenciou a composição de Dylan para Another Side (e dali em diante) e isso faz com que esse álbum pareça uma escolha ainda mais adequada para acompanhar os eventos ~nobelísticos~ do dia. Concordam?

Meus destaques vão para Black Crow BluesI Shall Be Free No.10, To Ramona I Don’t Belive You It Ain’t Me Babe. Enjoy :)

Anúncios

11 comentários sobre “Álbum da semana: Another Side of Bob Dylan

  1. Gosto muito do Dylan e, esse disco, como praticamente tudo que ele fez na década de 60, é impecável. O cara foi um dos melhores compositores da sua época e, apesar de ter falhado e muito de 1976 até 2012, ainda é um dos grandes vivos. Mas não consigo concordar com esse Nobel. Depois te explico meus motivos, pra não transformar isso num livro. Mas achei errado. Foi como botar o Allen Ginsberg no hall da fama do rock, porque ele influenciou muito a música (inclusive Dylan, embora não o suficiente pra ter sido cogitado pra um Nobel quando em vida – como nenhum beat ou qualquer outro poeta mais marginalizado foi, e a lista é imensa) e meio que gravou um disco de poemas musicados na década de 60. Enfim, não muda nada. O Dylan continua um grande músico e não tem nada a ver com as decisões desses suecos malucos.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sinceramente, ainda não sei opinar quanto a decisão do prêmio. É natural achar estranho, né? Não sei se, por tão fora do contexto, eu possa analisar a escolha dentro da justificativa que deram… Anyways, vou querer saber sua opinião. Manda lá na DM!
      E, claramente, sabes mais sobre Dylan do que eu. Pode falar também sobre esse longo período de falhas que mencionou ai :)
      No mais, fico feliz que o álbum tenha uma resposta positiva aqui!

      Curtir

  2. Por incrível que pareça eu ouvi uma música dele num post de um blog e simplesmente amei o violão, não conheço, não sei se o álbum em comento neste post é marcado por som de violão, mas eu gostei disso na música que ouvi. Quis dividir isso com tu rs bjsss ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s