5 de 50: os ‘favoritos’ da Yellow Sounds

Há quem ainda não saiba, mas toda semana eu publico um texto na Yellow Sounds, minha coluna no PontoJao, que se baseia na lista dos “1001 discos para ouvir antes de morrer”. E, na semana que se passou, cheguei à publicação n° 50! Para celebrar, resolvi escolher cinco dos cinquenta posts publicados lá.

Fazer essa lista foi muito mais difícil do que eu imaginava. Eu sabia que ler cada texto iria fazer minha cabeça dar nó e a indecisão provavelmente inviabilizaria esse post. Por isso, meu critério foram os cinco primeiros posts que vieram à mente. Entendo que essa estratégia resultou em vários posts mais recentes porque estão mais frescos na memória. Apesar disso, sei que a escrita vai se aprimorando com o tempo, em contraste com os primeiros textos publicados, quando eu ainda não tinha encontrado uma forma bacana de trabalhar a ideia dos “1001 discos para ouvir antes de morrer”.

Vamos lá:

⋆ The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars

Quando escrevi sobre David Bowie, já tinha feito post sobre outros favoritos: Nirvana, Amy Winehouse e Foo Fighters. Confesso, reescreveria todos esses. O de Ziggy Stardust não. Ainda que tenha uma ligação pontual com De Volta para o Futuro e o momento em que, finalmente, o futuro chegou, gostei tanto desse post – o 7° que publiquei – que foi o primeiro a ser lembrado e o mais antigo de todos nessa lista. The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spideres from Mars é uma viagem em que todos deveriam embarcar.

pj7

⋆ The Rolling Stones

Quando escrevi sobre The Rolling Stones, estava me dedicando pesado à tentativa de ler a biografia de Keith Richards – Vida – e muito feliz por reafirmar o blues como origem da banda. Por isso escolhi esse álbum. Também por isso, estou animada para o próximo LP deles, que vai resgatar essas raízes. Um motivo a mais para ouvir The Rolling Stones, da maior banda de rock em atividade do planeta!

pj30

Elvis Presley

O primeiro álbum do Rei do Rock me fez questionar: “foi assim que Elvis começou sua carreira? Uau!” Se você nunca ouviu Elvis Presley e essa colocação não bastou pra te fazer sentir vontade, bom, talvez o som dele não seja para você ;) Dica? Desfaz a marra e ouça assim mesmo, afinal, rei é só um.

pj41

⋆ The Clash

O álbum do The Clash fez parte de uma sequência não-intencional de posts relacionados ao punk rock. Muitos, quando pensam no gênero, logo se lembram do Sex Pistols. Visualmente, é bem provável que eles sejam mesmo a cara/referência do movimento. Sonoramente, não foge disso. Mas, longe de mim querer criar disputas, o The Clash foi melhor! Inspirados pelos próprios Pistols, eles foram uma das poucas bandas a surgir na cena e conseguir apresentar algo original, que desse novo vigor ao punk britânico.

pj46

⋆ The White Album

Para fechar a lista e fazer um convite, Beatles. Despretensiosamente, eu decidi ouvir um álbum dos caras logo depois de ter ouvido a playlist da Bia. Eu escrevo sobre música para compartilhar o que eu gosto, para aprender e para receber alguma coisa de volta. Essa alguma coisa é a interação: amizade, indicações, recomendações… O álbum da banda amada pela Bia foi parar na Yellow Sounds sem nenhum pedido. Ouvi, gostei. Mas, vocês podem pedir e se eu gostar – evito escrever sobre o que eu não curto porque fã nenhum quer ler coisas negativas sobre o álbum/artista que curte – posso escrever :) Então, fica o convite: conversem comigo, me acompanhem também no PontoJão e me falem sobre seus favoritos da lista dos “1001 discos para ouvir antes de morrer”.

The White Album é início do fim da banda dos garotos de Liverpool. Ainda que o sentimento por trás disso divida opiniões é, sem dúvida, um clássico.

pj49

⋆⋆⋆

Notaram? Em todos os nomes dos álbuns destacados há link para a publicação ;)

 

Anúncios

11 comentários sobre “5 de 50: os ‘favoritos’ da Yellow Sounds

  1. Sem palavras, um disco melhor que o outro. Concordo com você: todos deveriam ouvir Ziggy Stardust, e The Clash é mais bacana que Sex Pistols.
    Bem observado esse texto sobre as raízes no blues dos Rolling Stones. Acho que é por isso que gosto mais dos primeiros discos deles que dos primeiros dos Beatles. Na verdade, nem acho essa comparação clássica muito válida. Os primeiros discos dos Beatles são bem mais pop que qualquer coisa.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Hunky Dory é meu favorito do Bowie também, mas não sei quando ou se escreverei a respeito. Exile on main St. eu já ouvi, mas não me lembro se está na lista dos “1001 discos…”. Nada que impeça de trazê-lo de outra forma. E Television é algo que eu preciso dar uma chance ^^ Obrigada pelas dicas!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s