Road movie + música

Para muitos, julho é mês de férias. Alguém lembrou disso por aqui? Não. Porque por aqui não sabemos o que são férias de julho. Fomos lembrados disso pelo projeto mais amô da blogosfera – o Vai um Café? – que propôs uma postagem coletiva sobre o tema. Prontos para essa viagem? ;)

Thelma & Louise me veio logo à mente. Nesse momento, eu sou Thelma, presa na rotina – ainda que uma bem mais agradável que a da personagem – esperando por uma amiga para me propor a loucura de sair numa aventura estrada afora.

Road movies são desses de cair na estrada e viver algo transformador. Entre um acontecimento e outro, sempre tem música. Às vezes,  para compor a trilha sonora. Às vezes, de forma um pouco mais direta.

A trilha de Thelma & Louise é boa e haveria de ser pelo simples fato de incluir Better Not Look Down, de ninguém menos que BB King. A quem interessar, é possível achar playlist completa, pronta para ouvir.

Pouco depois de fazerem as malas e caírem na estrada, as amigas que protagonizam a trama (by the away, Susan Sarandon e Geena Davis) fazem uma parada em um bar. Um desses ambientes em que o que salva é a música. E lá estava Charlie Sexton.

Apesar de ser guitarrista da banda de Bob Dylan – e ter esse como um de seus feitos mais notórios – eu não conhecia Sexton, até então. No filme, ele apresenta três músicas: a do vídeo, Tennesse Platesde quem é 100or? –, Mercury Blues, de Alan Jackson e Badlands, que é original dele próprio. Todas ainda no bar.

Na vida real, além de ter tocar com Dylan, Sexton é também compositor e cantor. Tem quatro álbuns de estúdio (solo) lançados e, disponível no Spotify, uma coletânea de 2005, com o melhor de Charlie Sexton. Lá está Beat’s So Lonely, seu maior sucesso:

A minha preferida do álbum, porém, é Impressed.

Charlie Sexton não é minha maior descoberta musical dos últimos tempos. Mas é uma bem interessante, sobretudo pela forma como chegou até a mim. O filme continua para além das apresentações da banda no bar e, se você ainda não assistiu Thelma & Louise, faça e o faça mais de uma vez. A história pede e merece isso. E vale ver para tentar outras descobertas musicais.

Eu sei que já deixei a playlist aqui, mas esse é um post sobre férias e eu escrevi tudo isso para juntar o útil ao agradável e entregar pra vocês: aproveitem o tempo livre, assistam road movies, deem atenção à trilha sonora, façam novas descobertas e compartilhem comigo o/

Nesse momento, eu sou Louise, abrindo uma porta para que vocês comecem a própria aventura. Prontos?

ps: se por ai férias de julho também não existir, guarde essa dica pro fim de semana. Tá chegando!

banner amô

Anúncios

16 comentários sobre “Road movie + música

  1. Estou nessa de rotina também, faz uns anos, então, pois é, férias de julho, por aqui, não existem. Não sei o que são essas tais férias de julho de que todos falam, nem de dezembro. E ainda não vi esse filme, outra coisa que preciso fazer. Tampouco conhecia Charlie Sexton, mas esse… não é ruim, a música é boa, mas pra mim ele sofre do mal da década de 80 (sintetizadores + seja lá qual foi a doença que assolou as baterias e bateristas da época). Vou procurar mais algumas músicas, mas não consigo ignorar esse detalhe.

    Curtido por 1 pessoa

    1. É bom que você não tenha ignorado o detalhe. Aliás, bem interessante que tenha dado atenção a isso :) Eu não ouvi todos os álbuns de Sexton ainda (e nem sei quando o farei). Notei algo de nostálgico “por demais” em algumas das músicas e achei um pouco cansativo. Confesso, porém, que não relacionei isso ao uso dos sintetizadores.. Vou ouvir de novo!

      Curtir

  2. Amo trilhas sonoras de filmes, uma que gostei bastante nos últimos tempos foi do filme “The Judge” que tem Willie Nelson cantando The Scientist do Coldplay <3
    Mas geeente, a Susan Sarandon e a Geena Davis que novinhas! HAUHAHUAUH
    E essas músicas me deram uma vontade de pôr no som do carro e pegar a BR sem destino, com um óculos de sol enorme e um lenço esvoaçante!
    P.s: Nunca assiste Thelma e Louise ;//// mas depois dessa trilha, tenho que assistir!

    Um beijão, Lari!
    E aqui não existe férias de julho :(((((((((((( HAHAHAHH

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ainda não assisti The Judge, Bia. Mas Willie Nelson cantando Coldplay me fez colocar o filme na lista, haha
      A minha ideia ao apresentar Thelma e Louise + a música era justamente essa: despertar a vontade de sair sem rumo, cantando até… haha. Se não der pra ver isso na vida real, que seja com outros filmes, músicas, livros :))
      ps: Assista!

      Curtido por 1 pessoa

  3. Eu amei tanto esse post que não sei nem como explicar, esse é um dos filmes da minha vida. Sobre a trilha sonora, eu sempre a relacionei com o Hans Zimmer, que é um deus né? Eu nunca me dei conta da presença de Charlie Sexton, até ler o seu post e ouvir as músicas e tipo…OW, elas estavam lá todo esse tempo e deixei passar batido. Lari, faz mais posts assim cara… relacionando filmes e suas trilhas, ficou mto bom!

    Curtido por 1 pessoa

    1. É uma ideia fazer mais posts assim, Tha. Não faz tanto tempo que me reconectei ao mundo dos filmes (e séries), então pode ser que, daqui pra frente, mais trilhas apareçam!
      E é curioso como algumas coisas nos prendem a atenção e outras não, né?! Eu só reparei no Zimmer porque fiquei olhando atentamente informações sobre a trilha. Em outros casos, poderia ter passado batido!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s