Álbum da semana: Let’s Dance

Salve, salve queridos terráqueos leitores do Yellow! Aos poucos, as atividades por aqui estão voltando ao normal e hoje tem álbum da semana sim :) Eu fiquei um tempo pensando se deveria ou não falar de Bowie mais uma vez e, depois de refletir um pouco, trouxe para vocês o álbum Let’s Dance para tentar encerrar minha fase de luto e recomeçar 2016 com tudo por aqui. Prontos?

lets dance

MOTIVO DA ESCOLHA: No fatídico 11/01 – quando ficamos sabendo que Bowie deixou esse mundo – evitei ouvir qualquer música dele. É claro, porém, que minha mente não estava lá muito de acordo com essa decisão e eu passei o dia cantarolando faixas como Rebel Rebel (de Diamond Dogs) – assista aqui ao cover feito por Bruce Springsteen -, Blackstar (do álbum novo) e Let’s Dance, que tem o mesmo nome da indicação de hoje.

Nesses dias, várias pessoas – inclusive a Bia <3 – vieram me dizer para tentar me lembrar de Bowie cheio de vida e música e, sem dúvida, Let’s Dance é um álbum que me ajuda bastante com isso!

POR QUE OUVIR? Esse é o 15° álbum de estúdio do Bowie. Nessa época, precisamente 1983, ele já tinha se transformado diversas vezes e estava pronto para se mostrar para o mundo que poderia estar entre os mais ouvidos quando quisesse.

Com Let’s Dance, houve um novo pico de popularidade e lá estava ele figurando nas paradas da MTV (lembram-se de quando isso era O auge?). Também um novo público se junto aos fãs de David e pode ser  essa a sua hora, caro leitor! Não deixe a oportunidade passar e aperta o play :)

Informações:

LANÇAMENTO: 14 de abril de 1983

FAIXAS:

  1. Modern Love
  2. China Girl
  3. Let’s Dance
  4. Without You
  5. Ricochet
  6. Criminal World
  7. Cat People (Putting Out Fire)
  8. Shake It

Para ouvir pelo Youtube, basta clicar na imagem da capa do álbum. Para ouvir pelo Spotify, clique aqui.

.

Anúncios

20 comentários sobre “Álbum da semana: Let’s Dance

  1. Noooossa, tava ouvindo ontem, muito bom *–*
    Fiquei bem triste com a morte dele, foi tão inesperado. Acordar 5h da manhã e levar uma porrada dessas… É surreal, assim como a morte de Alan Rickman, um dos meus grandes ídolos. Fiquei sabendo pelo grupo da morte e passei o resto do dia chorando e assistindo entrevistas dele.
    Lembro quando descobri que o Freddie Mercury tinha morrido, chorei também, eu devia ter uns 12 anos (isso em 2007 ¬¬) uma tristeza, minha família ainda ri disso :P
    Bowie é lendário e é como dizem, heróis são lembrados, mas lendas, nunca morrem. Fantástico e atemporal :D
    É super complicado isso, mas superamos… =/
    Bjoo :**

    Curtido por 1 pessoa

    1. Te dizer que mal consegui sentir a morte do Alan porque ainda estava vivendo um luto tenso pelo Bowie… Foi até “bom” isso porque ficar mal duas vezes não ia funcionar. Ainda me sinto triste, mas estou superando sim. Tudo passa, né…
      Obrigada pelo comentário :*

      Curtir

    1. Por nada!
      Espero que goste das desse álbum. Se não gostar, ele tem váaaaarias outras e eu estou sempre a disposição pra te ajudar com isso. Sou muito a favor das pessoas ouvirem Bowie com mais frequência! haha
      Beijos e obrigada pelo comentário.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s