Yellow (Pop) Punk

Hoje é dia de mais uma playlist especial no Yellow \o/ Quando fiz a Yellow Indie, recebi o pedido de um leitor por uma play de Punk e resolvi acatar (olha ai, Lucas!). Já deixei claro para ele, e agora para todos vocês, que ouço mais pop punk do que o punk propriamente. Então, vamos lá…

punk tem um visual todo característico, um histórico marcante e, claro, um som forte. Quando surgiu, em meados da década de 70, tinha muita ligação com as questões políticas e sociais do mundo, principalmente do Reino Unido. O punk era muito mais do que um gênero musical. Tinha uma ideologia, era revolucionário e anarquista (e barulhento). Um estilo de vida… Essa visão me remete sempre à cena punk rock da Inglaterra e, claro, ao Sex Pistols. Até porque, as bandas da terra da Rainha sempre foram mais radicais, inclusive no visual. A exceção de Ramones, Joan JettBlondieBad Religion as bandas americanas na minha lista já figuram ao lado do pop. Algo surgido nos anos de 1990 e que, apesar de manter características da sonoridade do punk rock de antigamente, é mais harmônico e agradável, além abordar bem menos as político-sociais e passam a falar mais de romance e afins.

Traduzindo o estilo das bandas da play, portanto, o badass punk = UK + Ramones, Joan, Blondie e Bad Religion) e o polêmico pop punk dominado por bandas da terra do Tio Sam.

Adiciona-se à lista a banda The Creepshow que eu acabei de conhecer, por sugestão do Lucas (o leitor que encomendou a playlist), que é do Canadá.

sex pistolsBadass punk:

Sex Pistols – A banda inglesa de John Lydon foi a primeira realmente ligada às origens do punk que eu ouvi na vida. Acredito que todas as pessoas (pelo menos as nascidas antes dos anos 90) sabem da existência da banda. O som é, sem dúvida, o mais cru e barulhento dessa playlist. Então, desde já, fica o conselho: se você não gosta do barulho, não deixe de ouvir as outras músicas. É só pular, ok?! :) Eu, particularmente, curto a banda mais pelo contexto histórico do que pelo som, mas está entre as minhas queridinhas.

The Ramones – A banda é americana e, na verdade, surgiu um ano antes do Sex Pistols. Apesar de ter até agradado os críticos nos EUA, não fez muito sucesso por lá com o álbum de estreia que acabou sendo muito bem recebido na terra da Rainha. É uma das bandas mais influentes da história do rock, daquelas que você precisa ouvir pelo menos uma vez para poder dizer que conhece.

Blondie – Num belo dia, a vocalista Debbie Harry me chamou atenção e eu conheci Blondie. Acho que nada mais punk até nos dias de hoje do que uma garota liderando um bando de garotos e é essa a história da banda americana que também surgiu em meados dos anos 70.

Joan Jett – A Joan até teve um período de carreira solo, mas fez mais sucesso com suas bandas. Começou a carreira com a The Runways, formada só de mulheres (ok, talvez isso seja ainda mais punk) e depois do período solo, juntou uma galera para Joan Jett & The Blackhearts. Gosto de falar da Joan por vários motivos, mas hoje, vai o de prestar atenção nas letras para ver como existe muita simplicidade em meio a tanto barulho.

Bad Religion – Depois de Sex Pistols, esse foi uma das primeiras bandas recomendadas a mim muitos e muitos anos atrás com o intuito de conhecer o que era/é o punk. Em contraponto ao som dos britânicos, as músicas da Bad Religion sempre me foram muito mais agradáveis de ouvir.

Pop punk:

Green Day – Para mim, é impossível não começar falando desses caras. A banda entrou recentemente para o Hall da Fama do Rock e também já ganhou uma playlist exclusiva e muito especial aqui no blog. Os caras se uniram em 1987 e foram uma das bandas responsáveis pelo renascimento e popularização do punk nos Estados Unidos.

Blink-182 – O Blink já é uma banda mais nova, formada em 1992 (é difícil pensar que tenho leitores que nasceram depois disso, gente) e eu simplesmente adoro o som deles! Um tempo atrás, fiz uma playlist também exclusiva e especial em função do aniversário do baterista Travis Baker. Recentemente, houve um conflito na banda :( e o vocalista Tom DeLonge foi retirado ou saiu fora (existem os dois lados da história). Ele já lançou um álbum novo e, no Blink, foi substituído por Matt Skiba e é claro que nada nunca mais será igual.

The Offspring – A banda é de 1984 e tem Dexter Holland nos vocais. Um cara que, como Tom DeLonge, tem uma voz muito marcante e memorável. No início dos anos 2000, os caras tinham alguns dos clipes que eu mais gostava de ver nos programas de MTV e, até hoje, ouço freneticamente as músicas que eles lançaram naquela época.

simple plan

Simple Plan – Tá, ninguém pode rir. O Simple Plan na verdade é do Canadá e foi formada por uma galera bem jovem. Na minha visão, eles deviam se achar bem punks e digo isso com base na única música dos caras que eu conheço. Tá, gente, eu sei que não faz muito sentido colocar a banda aqui se eu só conheço uma música, mas é que ela me marcou muito. Olhando para trás, vejo o quão ridícula e adolescente a letra é, mas fazia total sentido e eu adorava gritar cantar para o mundo toda a minha raiva e rebeldia. A letra da música está aqui, para quem quiser entender melhor o que estou falando.

My Chemical Romance – Essa banda surgiu no começo dos anos 2000 e acabou pouco mais de uma década depois. Acho que acabei gostando principalmente pelos clipes que via na TV mesmo. Sempre bem teatrais ou com um figurino que eu achava incrível.

É isso, galera! E, agora estou deixando a opção de ouvir a play tanto pelo Spotify quanto pelo Youtube. Aos poucos também atualizarei os posts antigos para dar as duas opções!

APERTA O PLAY!!

SPOTIFY aqui

YOUTUBE

Anúncios

9 comentários sobre “Yellow (Pop) Punk

  1. Um post que me fez perceber que eu gosto mais de punk do que eu pensava hahaha. As clássicas são clássicas, e merecem todo respeito. Não escuto a qualquer hora mas mantenho elas como opções da play sempre… tem seus momentos. Agora, as pop punk… ai minha adolescência com Disk MTV <3 Tirando My Chemical Romance (que eu gosto apenas de uma música, porque sempre achei too much emo), escutei demais todas, inclusive Simple Plan. Adorei que essas bandas mais novas estão na playlist junto com os gigantes!

    Ótimo post e ótima seleção, Lari. Parabéns!

    http://www.sistematicas.com.br

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s