Além da música: PQ quero falar de Selena Gomez?

Se você caiu de paraquedas no blog porque viu o nome da Selena no post pode não ter ideia de que o pop e suas divas são assunto pouco frequente por aqui. Por isso, um título questionador. Estamos aqui para além da música e o assunto é relevante.

Recentemente, a jovem Selena Gomez decidiu dar uma pausa na carreira – que envolveu o cancelamento de shows, inclusive os que faria aqui no Brasil – para se tratar de complicações decorrentes do Lúpus, como a ansiedade/pânico e a depressão. 

selena

Eu vou apoiar qualquer pessoa que tenha coragem de falar sobre e trazer atenção à saúde mental. E quando alguém que ocupa a posição de Selena: a de um porta-voz para milhares de pessoas do mundo inteiro – sobretudo para os jovens -, tem a coragem de expor sua necessidade de cuidar de sua saúde, incluindo aí os ainda-tabus mentais, esse alguém faz um favor enorme porque ajuda a desconstruir ideias falsas e perigosas de que esses problemas são meras frescuras.

Nossa sociedade parece cada vez mais suscetível a problemas relacionados à saúde mental e falar disso é fundamental para que possamos diminuir tensões e sofrimentos e criar um ambiente em que o processo de recuperação se torne mais real na vida das pessoas que mais precisam. Uma mudança que pode ser vital.

★ Todo assunto em torno disso que chamamos de saúde mental continua sendo um tabu para muita gente. O que podemos ter certeza é que ninguém que passa por isso está sozinho. Não é à toa que eu escolhi pessoas conhecidas para ilustrar esse fato.

Selena não foi a primeira e nem será a última. No próprio universo pop-teen, outros artistas enfrentaram situações de ansiedade intensa recentemente. Quando cada um deles se manifestou a respeito, os fandoms apareceram cheios de compreensão, apoio e carinho.

zyan-camila

★Vai aparecer gente para julgar sim. Mas, assim como provam os fandons vai aparecer muita gente para apoiar e tentar ajudar. Com conseguir essa ajuda? Falando a respeito. Se não puder ir direto a um profissional, procure familiares ou amigos.

O meu desejo ao trazer esses nomes para o post é justamente fazer com que o que acontece a esses artistas seja exemplo para nós, enquanto sociedade.

★ Ainda que a vida pública possa ter forçado SelenaZyan Camila a expor seus problemas com ansiedade e/ou depressão, falar a respeito é sempre um bom começo para lidar com qualquer problema que esteja causando danos à nossa saúde mental.

★ Comumente, esses artistas – e tantos outros que já compartilharam sua luta – revelam a importância do apoio que recebem dos fãs, familiares, amigos e colegas. Não podemos nos esquecer ou esquivar de ser esse apoio na vida de quem precisa.

E por que eu decidi falar de tudo isso agora? Para muitas pessoas, questões como a ansiedade e a depressão ganharam atenção em função do setembro amarelo, aquela campanha de prevenção ao suicídio.

Por favooor, longe de mim querer ligar SelenaZyanCamilla ou qualquer outra pessoa à essa triste realidade. Os trouxe como exemplos para mostrar que problemas relacionados à saúde mental são reais e mais comuns do que podemos supor ou desejar. São questões que merecem nossa atenção constante e não apenas em setembro. Não apenas pensando lá na frente, quando a situação drástica que a campanha quer evitar se torna uma realidade irreversível.

Que o setembro amarelo seja uma lembrança de uma luta constante e sirva como ponto de partida para quebrarmos tabus à favor da vida.

Leiam também: Além da música: O que podemos aprender com Demi Lovato.

post-coletivo

Anúncios

18 comentários sobre “Além da música: PQ quero falar de Selena Gomez?

  1. Um post bem necessário, pois as pessoas acham que seus artistas são como deuses que não sofrem, não ficam doentes e etc… Eu vi alguns comentários sobre o cancelamento dos shows dizendo que ela não era uma artista competente o bastante, sendo que ninguém nem se preocupou em ver o lado dela. Espero que ela melhore.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sempre tem uma turma que se acha soberana nas questões alheias, né?! Felizmente, eu não cheguei a ver comentários reclamando de qualquer falta de profissionalismo, mas já esperava que tivessem aparecido. Por outro lado, vi gente de outros fandoms (acho engraçado esse pessoal separar tanto as coisas) dando apoio, assim como os próprios fãs da Selena.
      Enfim, tá todo mundo sujeito à problemas envolvendo a saúde mental e o que a gente precisa é dar mais abertura e ser mais compreensivo.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Esclarecedor, isso acomete todos e não escapa ninguém. Isso é bom de ser falado porque alguns jovens acham que seus ídolos são inalcançáveis e que a tristeza só chega para uma ou duas pessoas anônimas e acabam tendo pena de si mesmos. Não é por aí.
    Parabéns pela clareza, é preciso falar sim sobre a saúde mental e não há mês melhor pra isso do que setembro.
    Quem nunca se sentiu triste e quis dar um tempo de tudo, não é mesmo Lari?

    Um beijo enorme! <3

    Curtido por 1 pessoa

    1. No fim das contas, esses artistas acabam ajudando muita gente em situação difícil a perceber que o todos nós estamos sujeitos a esses problemas mesmo. Tirar a ideia de que “é só comigo” ou “por que comigo?” ajuda bastante… ^^

      Curtido por 1 pessoa

  3. P A L MA S <3 as pessoas acabam enxergando os famosos com super heróis, como se fossem feitos de ferro e que aguentam qualquer tranco. Eles são gente como a gente. Eu imagino como deve ser você ter cada passo, cada atitude e pensamento sendo julgado. Por serem pessoas públicas, eles sofrem muita pressão. São observados o tempo todo e recebem mil críticas em relação a tudo que fazem. Se para nós, já é complicado viver nesse mundo de rótulos, imagine para eles que são vistos pelo mundo todo (literalmente). Também acho maravilhoso quando pessoas como a Selena, trazem esses assuntos ao público e expõe seus problemas e dificuldades!
    Adorei o texto, Lari.
    Beijo no coração <3

    Curtido por 1 pessoa

    1. Você ainda trouxe um lado que eu não abordei, que é o de toda a pressão que os artistas sofrem. Uma vida que, pra muita gente, parece ser feita só de momentos gloriosos né. Talvez, até por isso, é interessante enxergar que “até eles”, por assim dizer, passam por problemas mentais. Isso pode aproximar e confortar pessoas “comuns” que se sintam sozinhas em seus momentos de dor.
      :*

      Curtir

  4. Lari, quando li o título do post já pensava que seria esse o assunto que você ia trazer por aqui, pois, como você disse, pop não é muito frequente no Yellow, hehe.
    Gostei muito do post e acho que os exemplos destes artistas vão ajudar muita gente que sofre com esses problemas a procurar ajuda. Ao ver que seus ídolos também são semelhantes a eles, pessoas (principalmente adolescentes) provavelmente irão buscar ajuda.
    Acho ótimo e espero que isso, junto à campanha do Setembro Amarelo, ajude a prevenir as complicações que podem ocorrer por problemas de saúde mental. Isso não deveria ser um tabu.

    Beijo!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Exatamente, Dani! Claro que ninguém quer ver seu ídolo/artista favorito passando por qualquer dificuldade. Mas hoje em dia, em que muitos fãs acompanham cada passo dos artistas, poder ver essa pessoa passando por um problema semelhante, batalhando e se recuperando, pode ser reconfortante e inspirador.

      No mais, não tenho dúvidas, saúde mental não deveria meeeesmo ser tabu!

      Curtir

    1. Verdade, Simone! E acredito que abordar o assunto é uma forma de fazer com que as pessoas estejam mais abertas a aprender sobre. Problemas mentais ainda sofrem muita resistência. Ainda é muita gente repetindo e criando inverdades por não conhecer a seriedade real da questão.

      Curtir

  5. Essa questão me toca também. Vi quando o meu tio morreu o quanto isso abalou os meus avós e alguns familiares e amigos. Vi a vizinha da minha tia que vivia chorando pelos cantos e as pessoas que pouco a pouco não queriam mais manter contato com ela por causa de toda a “negatividade” que ela carregava. Exemplos que existem no dia-a-dia e que são multiplicados quando as pessoas são de alguma forma famosas e tem milhares de opinadores de plantão. Imagino a quantidade de artistas que se suicidaram por problemas parecidos com esses e a falta de compreensão, que usaram as drogas e o álcool para fugir dos problemas. Famosos ou não, essas pessoas são só seres humanos e também precisam do seu tempo. Uma vez eu vi fãs reclamando da falta de consideração de um cantor sertanejo brasileiro, mas no fim ele só estava recebendo a visita surpresa da família. Me dá dó.
    Importantíssimo falarmos sobre esse assunto! Muito bom o seu post Lari :)
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Às vezes penso nesse lado, Bruna. Em quantos artistas já morreram por overdose acidental. Acho assustador que tenham chegado a um estágio tal que acabem recorrendo tanto às pílulas, a ponto de perder totalmente o controle. Vejo como um reflexo dessa pressão toda… O que as pessoas “comuns” passam é igualmente doloroso, ainda que os fatores externos sejam diferentes. De um modo geral, a gente é muito insensível à dor alheia e, depois de um tempo, ela realmente cansa. Isso é duro. E é do tipo de coisa que me faz pensar o quão difícil é a gente tentar se colocar no lugar do outro. Se não dá para as pessoas que convivem suportar, imagine, então, como está quem passa pelo problema! Por isso mencionei a ajuda profissional ali. É uma coisa que a gente tem que batalhar para ter ou para que a pessoa tenha…
      Enfim, obrigada pelo comentário! E sinto muito pelo seu tio.

      Beijoo!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s