Álbum da semana: Unorthodox Jukebox

Oláaaaaaaa! Contrariando todas as possibilidades, acordei animada nessa segunda-feira e estou no clima certo para trazer um álbum pop para vocês. Unorthodox Jukebox é a indicação dessa semana.

unjk
Ouça: Youtube | Spotify

MOTIVO DA ESCOLHA – Ainda ontem, eu estava em busca de músicas animadas para dar um gás no trabalho (sim, domingo). Me lembrei que Bruno Mars já emplacou vários sucessos e fui ouvir a discografia dele. #VouConfessarQue foi uma surpresa descobrir que ele só tem dois álbuns lançados. Sim, porque com tantas músicas que viraram hit, eu tinha a sensação de que ele já tinha gravado mais. E isso não é uma crítica. Do contrário, uma surpresa agradável. É bem bacana ver que tantas músicas boas saíram de apenas dois álbuns. É uma marca interessante!

Então fui lá e me dei conta de que a maioria desses hits está no primeiro álbum Doo-Wops & Hooligans. Mas, é com o segundo álbum, o próprio Unorthodox Jukebox, que Mars apresenta um material mais coeso e poderoso. É um álbum mais linear, do sentido de ser bom do começo ao fim, com menos altos e baixos, como o antecessor. Por essa razão, foi o escolhido.

POR QUE OUVIR? Se você já é fã do cara, sabe bem o porque. Se é fã, mas como eu, estava mais ligado apenas nos sucessos, eis uma chance para saber porque o futuro de Bruno Mars pode ser promissor.

Doo-Wops foi lançado em 2010 e Unorthodox em 2012. É, obviamente, um erro pensar que o cara não fez mais nada depois disso. Além dos shows e turnês, vale lembrar que Mars é compositor e produtor musical, então tem mais trabalho dele por ai do que a gente imagina.

Porém, a clara evolução de um álbum para o outro me deixou na expectativa pelo próximo e, com essa indicação, espero colocar mais gente numa corrente comigo, haha :)

Informações:

LANÇAMENTO: 7 de dezembro de 2012

FAIXAS:

1. Young Girls
2. Locked Out of Heaven
3. Gorilla
4. Treasure
5. Moonshine
6. When I Was Your Man
7. Natalie
8. Show Me
9. Money Make Her Smile
10. If I Knew”

Anúncios

15 comentários sobre “Álbum da semana: Unorthodox Jukebox

  1. Pergunta cretina, com o que você trabalha?
    Escutei algumas músicas desse álbum (tô aprendendo a diferenciar um álbum do outro por aqui, sabia?) e gostei bastante! Eu adoro esse cara!
    Nesse você não falou das que mais gostou, né? Mesmo sendo linear, não teve alguma que te cativou mais? :)

    Curtido por 2 pessoas

    1. Eu trabalho com assessoria digital e mídias sociais :) Nada a ver com música, hehe.
      Fico feliz que esteja de ajudando com algo. Algumas mudanças entre um álbum e outro são mais perceptíveis, né?!
      Sobre esse, em específico, gostei (com destaque) de Gorilla e If I Knew). Qual te chamou a atenção?
      Beijos

      Curtir

  2. Amo MUITO esse álbum (e o artista incrível que Bruno é)!
    Acho que ele, antes do The Wkeend, por exemplo, já trazia o mix voz-que-lembra-Michael-Jackson + músicas boas!
    Amo ‘Natalie’ e acho que esse é um dos melhores álbuns de 2012
    Amei a escolha, musa!
    beijos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Michael é uma das maiores inspirações dele, né?! Não sei se as pessoas não se arriscam a dizer “fulano é o novo beltrano”, quando beltrano é alguém incrível. Mas ninguém esconde que Mars tem um Q de MJ. E essa também é uma razão que me faz esperar pelos próximos trabalhos dele… Além do fato desse álbum ser mesmo muito bom!
      Beijos, Vera *-*

      Curtido por 1 pessoa

  3. Eu confesso que de Bruno Mars só conheço os hits mesmo. Para mim, é difícil pegar um álbum inteiro para ouvir, razão pela qual acabei me adaptando melhor ao sistema de streaming e de comprar uma música por vez. O problema é que daí eu acabo perdendo muita coisa, né? Vou tentar dar uma chance para as outras músicas dele, além daquelas que fizeram sucesso.
    Beijos
    Mari
    http://www.pequenosretalhos.com

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ei, Mari!
      Olha, conheço muita gente que há tempos não ouve álbuns inteiros e minha dica sempre é: ouça! Álbuns são planejados para serem ouvidos completos e na ordem. Não que a gente não possa fugir disso, obviamente. Mas, ao menos uma vez, vale dar a chance de conhecer o material da forma como o artista – e todas as outras pessoas envolvidas – o planejaram para ser conhecido pelo público. Obviamente², a gente só faz isso com artistas que gosta ou tem interesse em conhecer. Esse álbum do Bruno é bem legal, leve e rápido :) Caso ouça, espero que goste.
      Um beijo!

      Curtir

  4. Esses dias mesmo eu estava pensando sobre ele e me perguntando “cadê músicas novas?” rs
    Mas nunca parei pra ouvir esse CD inteiro, fico realmente só nas populares dele que vão rolando por aí.
    Não é um artista que eu lembro em casa e fico ouvindo, mas vou dar uma chance por causa da sua animação. rs

    Curtido por 1 pessoa

      1. Gostei! rs Achei o álbum bem gostoso de botar e ficar ouvindo enquanto faz outra coisa em casa. :)
        Artistas que eu gosto mais é difícil de responder, são tantos! rsrs Meus favoritos são antigos, Bowie, Queen e Tears for fears. Mas também adoro We are scientists, Bárbara Eugênia, Florence and the machine…

        Curtido por 1 pessoa

        1. Ah, que bom! É um pouco raro eu conseguir colocar um álbum e conseguir me focar apenas nele, então opções que são boas para conciliar com alguma outra tarefa costumam ser ótimas pra mim. Se for assim para você, ganhou uma opção para quando quiser sair da rotina…
          Sobre seus artistas, Bowie certamente é um dos meus favoritos. Chegou a aparecer tanto aqui que resolvi dar um tempo, para não cansar o pessoal. Queen e Florence tb já tiveram espaço… Quem sabe você encontra essas postagens, passeando por aqui quando estiver com tempo livre.
          Um beijo!

          Curtir

  5. Adoro quando descubro cantores aqui, mas também amo quando você dedica espaço a algum álbum que por acaso eu conheço e AMO!!! E fazia tanto tempo que não o escutava… E que álbum excelente! Na verdade amo o trabalho do Bruno como um todo e como as músicas dele soam atuais apesar da vibe oitentista que eu adoro hehe Gosto mais do Unorthodox Jukebox por ser um trabalho mais intenso, em minha opinião ao menos. Minhas favoritas? If I Knew Then, Treasure, Young Girls e When I Was Your Man (maravilhosa em voz e piano apenas). Meu único problema com esta última é que ela tocou demais e fizeram versões horríveis demais dela no The Voice BR, então essa banalizada deu uma enjoada hahaha

    Beijoos!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Achei uma maravilha trazer um álbum que você já gostasse tanto! Também adoro a vibe oitentista dos trabalhos do Bruno, tão gostosa… E concordo muito com você sobre When I Was Your Man. Apesar de sempre aumentar o volume a cantar junto quando toca no rádio, normalmente eu não a colocaria pra tocar pq saturou, né? Mas o álbum continua ótimo :)

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s