De Orange Is The New Black para o Yellow!

Quase um arco-íris de título de post, né?!

Voltei ao mundo das séries e estou assistindo a Orange Is The New Black. O interessante de acompanhar qualquer coisa na “televisão” agora, depois do Yellow, é que reparo bem mais nas músicas que compõem as trilhas sonoras, ainda que despropositadamente.

“Think of all their faces think of all their voices”

A música de abertura da série – You’ve got time me chamou atenção. Sei que todo mundo que acompanha já deve estar cansado de ouvir (eu, geralmente, pulo essa parte e vou direto para o início dos episódios). Mas aprendi a ir atrás daquilo que gostei de ouvir e cá estamos para falar de Regina Spektor.

Desde o início, o nome dela me soou conhecido. Logo (re)descobri que é dela “and it breaks my heaaa aar aart” ou Fidelity, que já apareceu em Amor e Outras Drogas (filme), Grey’s Anatomy (série)  A Favorita (novela brasileira). Lembram?

É bem provável que eu tenha conhecido Spektor na época da novela já que, geralmente, essas músicas de trilha acabam indo parar nas rádios.

Então, quem é a moça?

Regina Spektor me parece uma caixinha de possibilidades ainda que tenha seu estilo característico definido. Tem 36 anos e está na ativa desde 2001. Há informações de que já tenha criado mais de 700 músicas (dado não atualizado!), mas ela raramente as escreve. Ou seja, não existem no papel e, provavelmente, acabam se perdendo.

Nasceu em Moscou, onde começou, aos seis anos, a estudar piano e desenvolver sua relação com a música clássica. Chegou ainda jovem aos EUA e seguiu aprendendo em diferentes escolas (e países). Não demorou a se interessar também por outros estilos como o rock, o punk e o hip hop e a descobrir que sabia compor. Aliás, esse momento aconteceu depois que ela ouviu Joni Mitchell que quase apareceu no álbum da semana. Vocês conhecem? Curtem?

Divagações à parte, Regina Spektor me parece ser capaz de oferecer tantas possibilidades. Noto algo de singular em seu estilo (chamado de anti-folk), mas não saberia defini-lo. Talvez pelo fato da própria artista estar aberta a tantas influências que se agregam a seu vasto conhecimento.

Não há muito sobre Spektor na mídia atualmente. Seu último álbum de estúdio é de 2012, mas vez ou outra ela ainda é aclamada por suas habilidades como compositora que seguem levando suas músicas a serem escolhidas para trilhas sonoras.

Para ver e ouvir: Regina Spektor live

Selecionei videos de algumas que gostei e, apesar das músicas terem as versões de estúdio para as trilhas, peguei versões ao vivo porque quase sempre são mais legais – já que nos permitem conhecer melhor as habilidades dos artistas.

Samson é a faixa de abertura de Songs, o segundo álbum de estúdio, lançado em 2002. Apareceu em CSI: NY. A série também usou Somedays, do terceiro álbum, Soviet Kitsch (2004).

Assim como a já citada Fidelity, On The RadioBetter são do quarto álbum de estúdio, Begin To Hope, lançado em 2006. Elas apareceram, respectivamente em Grey’s AnotomyHow I Met Your Mother + The Good Wife.

Fechando minha lista está a música The Call que foi escrita em 2008, especialmente para o filme As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian. 

A discografia

Ainda precisarei de um tempo para ouvir a discografia completa de Regina Spektor (faz um tempo que estou nessa de ouvir todos os álbuns de estúdio dos artistas que “descubro”), mas desde já minha expetativa é para que chegue material novo. Não tenho ideia de quando isso pode acontecer…

11:11 (2001)
Songs (2002)
Soviet Kitsch (2004)*
Begin to Hope (2006)*
Far (2009)*
What We Saw from the Cheap Seats (2012)*

*Álbuns disponíveis no Spotify. Confira aqui.

Espero que tenham gostado desse post tanto quanto eu. Espero que minha volta ao mundo das séries possa me ajudar a trazer mais “descobertas” legais para o blog.

Anúncios

21 comentários sobre “De Orange Is The New Black para o Yellow!

    1. Hi, Tim! Took a while to awnser you because I wanted to listen to Billy Idol first. Not that I haven’t done it before, but wanted to try to feel this conection. I don’t know. Maybe is the piano and something else…. the softness (?)

      Curtido por 1 pessoa

      1. Bill Joel, not Billy Idol. Wow! Those two are very different. As far as the connection with Billy Joel, listen to his early songs like Piano Man, Captain Jack, New York State of Mind, Prelude/Angry Young Man, etc. The piano playing and ballad style is how I made the connection.

        Curtido por 1 pessoa

        1. My bad, Tim. I wrote wrong, but listened to the right one!! It’s still open on my spotify :) Piano man was the first I listened to here, as is the most listened one by spotify users… I’ll listen to some older albums next.

          Curtido por 1 pessoa

  1. Eu ouvindo a primeira música e pensando “é, nunca ouvi”. Aí ela começa “and it breaks my heaaa aar aart” aí eu: AH EU CONHEÇO SIM MEODEOS! kasjhdakjshdaksjh
    Gostei da moça. Vou adicionar algumas na minha lista do spotify! :)
    Eu comecei a ver OITNB, mas não me pegou tanto pra continuar vendo, não sei por quê. É uma série boa, só não me viciou. Vai entender!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Aguardando ansiosamente a quarta temporada de OITNB.
    Além disso, adorei ler mais sobre Regina.. Sempre ouço criticas bem boas, inclusive de pessoas que não tem esse gosto musical, mas que se mostram muito interessados e apaixonados pelas músicas dela!

    Mais uma chance pra eu conhecer algo novo, Lari!
    Obrigada por isso!♥

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eu meio que já conhecia ela (até que enfim) hahahahaha
    Tinha ouvido aquela música Hero, e acho a voz dela mto fofa *-* Realmente muito bonita!
    Amei Live in London rsrsrs Gosto de gnt que canta e parece que tá conversando de tão natural rs
    E ela canta assim… ^^

    Bjssss

    Curtido por 1 pessoa

  4. Conheci ela através da Bruna Vieira, do depois dos quinze, e me apaixonei. AS músicas dela são incríveis e me lembra muito o estilo da Ida Maria, que também sou apaixonada, e se vs ainda não conhece, vale conhecer tbm, Lari! Sem falar que a ansiedade pela próxima temporada orange is the new black tá forte hahaah adorei o post.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ah, obrigada pela dica! Ainda não conheço Ida Maria. Na verdade, comecei a ouvir um pouco antes de te responder aqui. Vou precisar de um tempo pra conhecer melhor. Já ouvi coisa que me chamou atenção… Veremos.
      Um beijo!

      Curtir

  5. Realmente, da Regina eu só conhecia Fidelity que estourou na época. HAHAHAHAHAHH >.<
    Mas que ela tem uma voz-incrível-e-super-doce-gostosa-de-ouvir-que-traz-paz, isso ela tem! AUHAUHAUHUH
    Adorei a postagem, vou procurar conhecer um pouquinho mais hoje via Spotify!

    BAAAAAAH QUE SAUDADE DE APARECER AQUI NESSE BLOG LINDO!
    E hey, obrigada pelo carinho de sempre! ♥

    Um beijo mega blaster estalado! HAHAHAHAHH ;*

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s