Miley, a cantora

Há tempos queria falar de Miley Cyrus por aqui. A primeira tentativa se deu em agosto, quando escrevi “De Madonna a Miley”, propondo uma reflexão que foi muito bem recebida pelos leitores do Yellow. Assim sendo, e em virtude do aniversário da rainha-teen-da-polêmica (foi na segunda, 23), resolvi falar dela de novo. Prontos?

Mas, por que falar de Miley mais uma vez? Se você se fez essa pergunta, saiba que ela é válida até porque, no post anterior, deixei claro que “eu jamais acompanhei o suficiente de Miley para defendê-la aqui. E, sinceramente, não acompanhei porque não gostei do que vi e ouvi“. Mas, há algo que me intriga: deve haver algo, além de toda a polêmica – veja (NSFW!!) aqui – que faça a menina Cyrus ganhar tanto espaço no meio musical.

Assim sendo, resolvi buscar alguns vídeos de Miley, a cantora para que a música fosse colocada em questão por aqui. [Faço uma pausa para recomendar o blog Caí da Mudança que sempre me ajuda muito quando o assunto é o universo da música pop].

Não farei aqui nenhuma análise técnica, até porque não tenho qualificação para isso. A ideia é compartilhar momentos em que Miley foi mais agradável aos ouvidos do que é – muitas vezes – aos olhos de vários de nós.

Escolhi versões acústicas de canções da própria Miley, mas também covers de músicas que eu gosto. Notem que não tenho preocupação em mostrar a potência da voz para alcançar aquelas notas que sempre fazem sucesso nos concursos de calouros!

  • Começamos com a versão acústica de Summertime Sadness (de Lana Del Rey), gravada para a BBC Radio 1, no Live Lounge#FicaDica ai para que vocês vejam outras apresentações desse canal da BBC porque tem covers incríveis.
  • Todos que acompanham o Yellow já estão sabendo da minha recém-descoberta paixão por Jeff Buckley, né? Pois é, e a Miley fez um cover da música Lilac Wine:
  • Nessa mesma ocasição, Miley apresentou também – dentre outras – sua versão para Jolene, de Dolly Parton (sim, aquela country):
  • Acredito que já tenha dito aqui que gosto de ouvir versões acústicas dos hits pops porque, dessa forma, podemos focar mais na voz, na letra e não nas batidas e performance. Assim sendo, voltamos com a BBC Radio 1 para Wrecking Ball, sucesso da própria diva-teen:
  • Para fechar, mais uma música da própria Miley, Adore You. Talvez, essa seja minha favorita. Isso sim eu veria mais vezes!

Eu poderia ter colocado ainda vários outros vídeos. Escolhi materiais mais recentes, tendo em vista que Miley já está na estrada há um tempinho, mas quem se interessar pode jogar no youtube um “Miley acoustic” ou “a capella” e montar sua própria seleção.

Eu continuo não sendo fã da música de Miley Cyrus e, mesmo após a reflexão que eu mesma propus (citada e linkada no início desse post), não tenho opinião concreta sobre suas atitudes polêmicas.

Meu propósito hoje era mesmo dar espaço à música, à Miley cantora. Algo que, muitas vezes, fica esquecido em meio a tantos comentários sobre seu figurino e performances. E sim, a voz dela me agrada!

Anúncios

37 comentários sobre “Miley, a cantora

  1. Great choice of videos! You know I don’t care for Miley, and these videos shows that she has a good voice and a lot of talent, and how she throws it all away trying be be weird, sexy and controversial. The problem is she is just a normal girl, who is a very good singer, so when she tries to be weird, controversial and sexy, she comes off as kinky and contrived. Her voice in these videos reminds me a lot of Dolly Parton, and the similarity really stood out in “Wrecking Ball” preformed in the BBC’s radio lounge. But there is something about Miley’s voice that I do not like. So while Miley’s voice reminded me of Dolly Parton, Miley is no Dolly Parton that’s for sure.

    As a side note: I listened to several Adele songs the other day because there’s been such much fuss over her latest album. Adele is like Miley for me in that she is a wonderful singer, but I do not care for her voice. I just don’t find their voices interesting and I get bored with their music when they perform it — yet I have heard other people perform their songs and I really liked the songs when they were performed by other people.

    Curtido por 1 pessoa

    1. I’m still not a Miley fan, but I thought it would be good to try to show that she can sing and could give us more than controversies…it’s a shame she doesn’t think like this.

      About Adele, I’ve listen to covers that also pleased me more, but I do like her voice. Just never understood why that is always such a big fuss when it comes to her

      Curtido por 1 pessoa

  2. Não conhecia a música dela direito, mas eu fico enjoada em como as pessoas criam polêmica em cima do comportamento da Miley! Das pouca perfomances que vi deu pra perceber que o que ela faz, na verdade, é simplesmente um ato de libertação! Ela não quer ser sexy e série como outras cantoras pop, ela quer ser ela mesma e livre de convenções sociais! E não há nada de errado nisso! Como ninguém enxerga isso??

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ei, Isa! Olha, a Miley ultrapassa limites e, talvez, tenha com isso um propósito maior do que posso perceber (falei disso no “De Madonna à Miley, linkado neste post). Mas, realmente as pessoas fazem muito caso das performances da moça… Seria mais legal se todos, inclusive ela, focassem um pouco mais na música :) Eu realmente curti as apresentações que selecionei!

      Curtido por 1 pessoa

    1. Fico muito feliz que tenha curtido!
      É difícil não associar o nome da Miley à polêmicas porque ela está SEMPRE envolvida com elas (vem mais por ai, já anunciada, inclusive rs). Mas, achei que valeria a pena tentar outro olhar. Não é uma cantora excepcional, mas tem uma bela voz, que deveria receber mais destaque.

      Beijos

      Curtido por 1 pessoa

    1. Como eu falei, eu não sou fã e nem gosto muito da música dela. Ouvi Bangerz várias vezes quando saiu, para tentar falar sobre, mas não curti quase nada… Também por isso, decidi conhecer versões acústicas dela para tentar ter uma nova visão. Gosto da voz dela e gostaria que ela focasse mais nisso… É difícil eu falar porque não sou lá fã da música pop atual. Mas, veria mais de Miley em músicas como as que trouxe pra esse post :)

      Beijo!

      Curtido por 1 pessoa

  3. Achava Miley um saco e a voz dela irritante em Hannah Montana… Mas isso até ela gravar “The Climb”, que acho incrível. Então me apaixonei pelas posteriores “When I Look At You” e “Obsessd”, ambas que me arrepiaram na primeira vez que as escutei. Amo todas as ballads gravadas por ela e muitas das músicas agitadas (não Party in the USA ou We Can’t Stop ou 7 Things hahaha) Miley é uma grande cantora e tira o foco de sobre seu talento enorme com tantas polêmicas inúteis.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sabe que dessa fase mais antiga eu conheço ainda menos? Demorei a dar essa chance para conhecer Miley musicalmente e decidi compartilhar um pouquinho!
      Talvez, ela até tenha um propósito com todas essas polêmicas (falei um pouco disso em “De Madonna à Miley), mas eu realmente acho um erro deixar a música tão escondida assim!

      Beijos :*

      Curtido por 1 pessoa

  4. Adorei ler um post sobre ela! Sou fã de Miley desde quando ela tinha o melhor dos dois mundos! HAHAHAHA eu era bem mais nova, obviamente.. Mas quando cresci, me afastei um pouco, talvez não tivesse curtido a mudança, só depois percebi que ela continua sensacional! Muito talentosa e assume o que é, quem quer ser, e hoje continuo sua fã! Belo post :D

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito bom saber que o post agradou alguém que é fã da Miley. Porque eu realmente não sou fã, mas quis abrir espaço pra falar da música dela e tirar um pouco a ideia de que tudo o que ela tem a oferecer é polêmica. Você ter curtido é um bom sinal pra mim :)
      Obrigada!

      Curtir

  5. Depois que ela se tornou esse “personagem”, perdeu a essência. Antes eu realmente gostava do trabalho e da voz dela, mas agora que a guria se perdeu não consigo mais ter estômago para as polêmicas dela. Não dá para negar a questão vocal, mas ela não me desce mais. Gostei de você ter dado enfoque ao lado dela que ainda dá para admirar. Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

    1. As ações sempre tem consequências, né?! Miley é polêmica até falar chega e perder a admiração de alguns (ou muitos) é um preço que ela paga por isso. É completamente compreensível seu posicionamento. Eu ainda não compreendo o que ela faz, mas tento não criticar o tempo todo mais (acho que já fiz isso antes). Tentei dar um enfoque diferente porque acho que todos ganharíamos mais assim! hehe

      Obrigada pelo comentário :)

      Curtir

  6. “Não farei aqui nenhuma análise técnica, até porque não tenho qualificação para isso. A ideia é compartilhar momentos em que Miley foi mais agradável aos ouvidos do que é – muitas vezes – aos olhos de vários de nós.”

    Obrigada! Na adolescência eu já fui muito fã do trabalho da Miley Cyrus, e conforme ela foi mudando tanto o comportamento, e eu fui ficando adulta vendo isso, acabei distanciando – bastante! – dela. Ainda mantenho que ela perdeu minha admiração, porque para mim ficou extremamente irritante, mas foi voltar a ouvi-la. É inegável que a voz dela é agradável… Obrigada por me lembrar disso!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu nunca acompanhei Miley, mas ela também já me irritou muito. Hoje, tento ignorar as polêmicas e achei que seria válido tentar mostrar algo além delas. Para mim, a música deveria ser o foco e ela tem coisa boa né :)

      Beijos e obrigada pelo comentário!

      Curtido por 1 pessoa

    1. Eu nunca vi o programa. Ouvia falar, mas acho que só conheci mesmo a Miley depois que ela se “rebelou” e quis se livrar de vez da memória da personagem. Não compreendo o que ela faz, mas fico na esperança de que tenha um propósito bom. (Falei disso no “De Madonna à Miley”, mencionado nesse post. O que posso dizer é que a voz dela é boa e eu gostaria que ela mostrasse mais isso. Focasse mais nisso!

      Beijos

      Curtir

  7. Lari, amo Miley!
    Embora muita gente diga que ela é ‘poser’ ou que ‘quer chamar a atenção’, acho que no fundo ela se descobriu como cantora, e também como pessoa..
    Esse último album dela é uma prova disso.
    Adorei o post!
    Beijos♥

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olha, no meio dessa loucura toda dela, acredito mesmo que ela se conheça muito mais do que vários de nós, mais “certinhos”. hehe
      Ser artista te dá liberdade para fazer muita coisa. É bom que ela se sinta à vontade para testar os limites, dela e dos outros. Que seja feliz e continue cantando!

      xoxo

      Curtido por 1 pessoa

  8. Post incrível, Lari, como sempre. Você conseguiu exaltar aquilo que mais gosta na Miley, que é o talento (algo que ninguém pode negar). Ah, e obrigado por citar o Caí da Mudança nas suas referências: é uma honra ser reconhecido por um site tão bacana como o Yellow! <3

    Curtido por 1 pessoa

  9. Achei sensacional como fez o post, ficou totalmente voltado pra música e a voz da Miley quepor sinal não da mesmo p negar que está maravilhosa, não acompanho muito o trabalho dela, mas adorei essas e me deu vontade de ver mais agora.

    As vezes a midía se preocupa tanto em vender a vida dos outros que acaba esquecendo que existe algum com um talento, a mídia e as pessoas em volta. Não sei muito da carreira dela nem nada, mais polêmicas volta e meio sempre aparece. Se a música fosse mais em alta as pessoas talvez parassem de julgar e fossem apresentadas ao prazer da música.

    Amei o post, beijos Lari☼

    Curtido por 1 pessoa

    1. Fico muito feliz por saber que você gostou, Robécia!
      A mídia foca muito nas polêmicas, mas acho que a Miley também faz certa questão disso. Talvez até para que, no futuro, polêmicas assim já não sejam relevantes o bastante para ganhar tanto espaço.
      O foco na música é mais legal :) haha
      Beijos

      Curtido por 1 pessoa

  10. ÓTIMO! Gosto de pessoas como você por esse motivo Lari: deixa todo o rótulo de lado e parte pra o que interessa de verdade. Esses dias fiz uma resenha do álbum novo do Justin Bieber — um cantor que nunca me agradou sonoramente —, e muitas pessoas caíram matando, mas sem argumentos construtivos (óbvio).
    Acho que as pessoas precisam separar as coisas. Ela é ”polêmica” sim, mas não deixa de ser talentosa. E particularmente? Eu gostei do último álbum dela. Tem uma ótima produção musical ali, mas achei extenso demais. Tem músicas demais.
    Gostei do texto!

    Curtir

    1. Obrigada, Junior! Acho importante a gente tentar ter esse olhar sobretudo para o novo… Sobre o Bieber, me fizeram o pedido para dar atenção a esse novo álbum dele que está mesmo sendo muito elogiado. Vou passar lá na Coruja para ver sua resenha!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s