De Madonna a Miley

Se você começou esse post já torcendo o nariz porque euzinha coloquei a rainha-diva-mór do pop Madonna na mesma frase, do ladinho da rainha-teen-da-polêmica Miley Cirus, apenas pare de estresse e dá uma chance ai. Agora, se você entendeu que tudo bem e pensou “bitch please, elas já até cantaram juntas”, segura na minha mão e continua lendo numa boa…

O negócio é o seguinte, já faz um tempo que minha mente se rebelou e quis sim colocar Madonna e Miley lado a lado aqui no Yellow pelo simples fato de acreditar que eu não sou a única a enxergar toda a influência que a rainha-diva-mór do pop tem sobre a rainha-teen-da-polêmica. Portanto, achei que cabia uma reflexão sobre isso.

Senhores, longe de mim tentar dizer que Miley chega aos pés de Madonna. Até porque, não tenho qualificação nenhuma para fazer essa comparação musical que atravessa décadas de muita história. Nenhuma das duas é/foi a melhor cantora e e muito menos a melhor dançarina (o muito menos ai foi direta pra Miley mesmo). Mas, ambas batem de frente e usam da sua convicção e compromisso com seu perfil artístico para passar mensagens que consideram importantes. Eu prometo que não vou ficar destacando aqui o quanto há de feminismo nas atitudes de ambas no palco. Vou deixar isso implícito ao longo do texto (exceto agora)… E vou deixar essa imagem – ou quatro – falando por si só e seguir com o post.

like a virgin
Cenas da performance de “Like A Virgin”

E então que eu jamais acompanhei o suficiente de Miley para defendê-la aqui. E, sinceramente, não acompanhei porque não gostei do que vi e ouvi, mas é por isso mesmo que essa comparação está agarrada na minha mente. Quando Madonna surgiu peitando o mundo, muita gente não gostou. A cena acima causou revolta no Vaticano e ameaçaram prender a rainha-diva-mór lá na Itália caso ela fizesse o gesto em suas apresentações. Mesmo sabendo disso, “foi lá e fez” e fez a apresentação completa que traz outras insinuações sexuais. (No fim da contas, ninguém foi preso). Não é de hoje que Miley é criticada por fazer a mesma coisa. Uma breve pesquisa no google por Miley touching herself on stage vai apresentar uma variação considerável das insinuações sexuais de Miley Cirus no palco.

  • Tanto Madonna quanto Miley já se cercaram de diferentes orientações sexuais nos placos e fora deles.
  • Tanto Madonna quanto Miley tiveram (ao menos supostamente) relações com alguém do mesmo sexo e em momento nenhum, como deveria ser, isso interferiu em qualquer coisa relevante em nossas vidas.
  • Tanto Madonna quanto Miley já tiveram uma cama no palco, nas quais, literalmente, deitara, rolaram e outras cositas mas.
  • Tanto Madonna quanto Miley causaram polêmica e revolta em vários cantos de mundo, mas não desistiram de se apresentar da forma como achavam que deveriam fazer.

Vou parar por aqui simplesmente porque não sei (e não sei mesmo, se alguém souber, me conta) dizer se os shows de Miley foram arquitetados para contar uma história. No post dessa segunda-feira [leia aqui] eu coloquei Madonna como o ícone pop mais importante da minha vida e citei que o álbum Like A Prayer foi definido pela revista Rolling Stone como o mais próximo que o pop já chegou da arte. Na minha concepção, isso bastaria para colocá-la lado a lado a Michael Jackson (na minha lista particular).

O que diferencia, para mim, rei e rainha do pop é o poder que Madonna exerceu na vida de todas as mulheres quer elas já tenham se dado conta disso ou não. Se hoje Beyoncé é diva e Nicki Minaj é compreendida quando reclama que “Anaconda” não foi nominada para a premiação não é porque possuem bumbuns enormes que agradam os homens. É porque as mulheres estão, cada dia mais, se empoderando e quem abriu as portas e varreu o chão mostrando o caminho para isso foi ninguém menos que a rainha-diva-mór do pop Queen Madonna.

De alguma forma, é isso o que a Miley fazMadonna testou e estabeleceu novos limites e assustou muita gente ao fazer isso. Miley me assusta, mas talvez ela esteja mesmo solidificando um caminho pelo qual minhas (suas, nossas) filhas, amigas, netas um dia irão pisar.

Para fechar o post, fica para vocês Don’t tell me we can’t stop, um mashup (ou uma mistura) das músicas Don’t tell me, da Madonna e We can’t stop, da Miley:

Anúncios

17 comentários sobre “De Madonna a Miley

  1. Sou super da mesma opinião que você, Lari. Madonna é realmente uma estrela de tamanha grandeza que pode (e deve) ser colocada lado a lado com Michael como rainha do pop.
    O que ela fez influenciou não só uma geração, mas deu vida a um estilo que se tornou um dos maiores percussores de talentos e diferentes estilos.
    Também concordo quando você diz que ela é a porta voz de nós, mulheres.. É só pensar em seus primeiros clipes, lá na década de 80 e toda a confusão que ela atraia a cada polêmica, simplesmente por colocar pra fora algo que a sociedade da época já via ‘as escondidas’.
    Amei mais uma vez o post!
    Beijos♥

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eu AMO a miley! Sou mega blaster fã, entao sou suspeita de falar..
    Mas acho que, o povo fala demais dela por ela ter sido um icone da disney por MUITOS anos e depois, ao querer se livrar da imagem disney girl dela, acabou mudando muito e espantando o povão hahahah

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu não consigo amar a Miley, Letícia. Mas, confesso que gosto bastante do tanto que ela incomoda as pessoas (inclusive a mim). Acho que ela espanta até quem não a viu como Hannah Montana (e eu super entendo as pessoas que se assuntam com ela). E, apesar de tudo, torço muito para que pelo menos parte do que ela faz tenha algum impacto realmente positivo pro futuro :)

      Beijos

      Curtido por 1 pessoa

  3. Great post with good analysis. I’ve only seen a little bit of Miley, I don’t like her. She’s just plain sleazy from little I’ve seen, and she can’t hold a candle to Madonna. I like Nicki Minaj, and she is so much better looking than Miley (and Madonna, for that matter). I don’t like Nicki’s music as much as Madonna’s, but Nicki has a wonderful stage presence and is really very pretty and super sexy (I’m not sure what people have against women with shape, but I’ll take shape any day over skin and bones). I first saw Nicki in “My chick Bad” by Ludacris. I love that video.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Hi, Tim!
      Sorry there was no abstract to this post. I’ve been in a hurry, but hope to add it soon.

      As I said, I’m not a Miley fan either, but I’m trying to see the good she might be doing to society.

      About Nicki, well I’m also not a big fan of her music (I do have a problem with pop lol) but I agree that she is pretty. Gotta see the Ludacris’ video.

      Curtido por 1 pessoa

      1. You are very generous to try and see the good in Miley. Good for you. I could probably find some good in her, but I just don’t have the interest to take the time to see what she really has. Madonna and, Lady Gaga, for example, are both very talented (Lady Gaga is exceptionally talented) so they are worth the trouble of pealing back the layers of weirdness to see what’s at their cores. The little I’ve seen and heard of Miley has not given me any indication she’s worth spending time on.

        Curtido por 1 pessoa

  4. Se a Miley já assusta um pouco, o que dizer da MC Mayara nesse clipe? hahaha

    Acho que a intenção é a mesma, o empoderamento feminino. Mas ela choca bastante. Às vezes me pergunto até que ponto isso ajuda, de fato…

    Curtir

    1. Eu nunca tinha visto nada da Mc Mayara até agora e olhei bem rapidinho essa música que você mandou… Me pareceu bem “feminista” e, ainda assim, sei que ainda confunde isso de “até que ponto ajuda?”. Com a própria Miley, eu não sei responder… Fico apenas na esperança de que seja algo positivamente mais significativo do que eu já consegui entender! hehe

      Curtido por 1 pessoa

  5. Amei a comparação entre as duas, super compartilho da sua opinião. Muitos criticaram a Madonna e hoje criticam a Miley, mas isso só coloca em pauta como o machismo é tão forte no mundo, porque ninguém reclama ou acha um absurdo quando o Usher ou Chris Brown fazem suas performances com puta teor sexual num palco. Adorei demais esse post. Deixa as mina em paz, deixa elas ser feliz plmd!

    Curtido por 1 pessoa

  6. “Miley me assusta, mas talvez ela esteja mesmo solidificando um caminho pelo qual minhas (suas, nossas) filhas, amigas, netas um dia irão pisar.”

    Perfeito!

    Essa é uma reflexão que todas nós, enquanto mulheres, deveríamos fazer. Não se trata aqui do mérito que cada uma tem (ou deixa de ter) enquanto artistas, mas sim da atitude de ambas perante uma sociedade que ainda inferioriza a mulher. Achei muito válida a comparação!

    P.S. Até fui pesquisar um pouquinho sobre a Miley, porque não conheço quase nada sobre ela.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s