10 anos de American Idiot

Setembro é o mês em que American Idiot do Green Day completa 10 anos. Já contei AQUI que foi nessa época que eu comecei a acompanhar a banda, antes de fazer uma viagem ao passado e depois voltar ao futuro/presente. No post já mencionado e linkado, trouxe para o Yellow  a trilogia ¡Uno!, ¡Dos!, ¡Tré!, que segue super recomendada.

Hoje, trouxe para vocês uma breve análise das minhas músicas favoritas do álbum que, por sinal, me fazem parecer uma fã super modinha da banda. Whatever!

Antes de começar a pequena lista acho válido dizer que Green Day é uma banda que me leva de volta “aos melhores anos da minha vida”. Gostei muito do que eu vivi no começo dos anos 2000, apesar de ter sido a típica adolescente que poderia ser representada pela música Welcome to my life, do Simple Plan. Sim, estou admitindo isso sem nenhuma vergonha na cara.

Começamos com Jesus of Suburbia que era sensação na época de ouro da MTV. Lembro de ficar ansiosa esperando o clipe imeeenso passar na TV  (se peparem para os 11:47 de clipe) para ver Jimmy, o “filho do ódio e do amor”, sendo a personificação de todos os meus sentimentos, haha!

A música tem cinco partes:
– Jesus of Suburbia
– City of the Damned
– I don’t care
– Dearly Beloved
– Tales of Another Broken Home

Falando um pouco mais sério agora, essa é a música do álbum que tem a estrofe que eu mais gosto. Não raro me pego cantando isso aleatoriamente no meio do dia:

I don’t feel any shame
I won’t apologize
When there ain’t nowhere you can go
Running away from pain
When you’ve been victimized
Tales from another broken home

Em Jesus of Suburbia, Jimmy sai de casa para se aventurar na cidade. Parte dessa história é contada justamente na faixa Boulevard of Broken Dreams (a outra parte aparece em Holiday).  Particularmente, eu gosto da música porque o sentimento de I walk alone (eu caminho sozinho) era muito presente (apesar de ter muitos amigos na mesma situação, haha) e, por isso, me identifiquei muito com a música.

Na sequência, coloco St. Jimmy, o alter-ego de Jesus of Suburbia, um rebelde sem causa que já está causando pela cidade. Assim fechamos o ciclo das minhas três músicas preferidas do álbum que, não por acaso, estão conectadas entre si.

Wake me up when September Ends é sempre lembrada por nós em setembro e é uma bela canção que não tem relação com a história contada nas anteriores. O clipe traz a história de um casal separado na guerra. Billy Joe Armstrong revelou as fãs que se trata, na verdade, de um tributo ao seu pai, que morreu quando Billy tinha 10 anos e ele nunca teria se recuperado desse trauma. É por isso que aparecem na letra frases como “20 years has gonne so fast”.

Para fechar a lista,  American Idiot que não poderia ficar de fora.Foi sucesso no mundo inteiro mostrando o lado da crítica política nas letras de punk rock do Green Day.

E agora, claro, o álbum completo para representar a playlist do dia. Não poderia ser diferente! Ouça AQUI!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s